Entries
About Me

Ask Me
E meus problemas quem resolve?

A viagem

A vida, é como uma viagem num barquinho. Nascemos em nosso barquinho e passamos a vida navegando, cruzando com pessoas, desviando de outras. Até que, certo dia, você vê alguém em um outro barquinho que te faz querer parar. E aí, você entende, que sua jornada vai ser muito mais feliz se navegarem juntos. Porém, cada barquinho é individual e intransferível – se os dois subirem em um barquinho só, este irá afundar e outro vai ficar sem rumo e provavelmente vai acabar naufragando também. Então vocês decidem que a melhor forma de seguirem juntos, é de mãos dadas – um segura na mão do outro, com força, dispostos a se manterem juntos, não importa o tamanho das ondas que irão enfrentar ou os perigos do mar que são forças constantes querendo separar o laço. Cena bonita de se ver.

E esse laço, funciona por um tempo, às vezes até pra vida toda. Quanto mais tempo juntos, mais adversidades e perigos terão que enfrentar para continuarem unidos. Acontece que, certo dia, uma tempestade chega. No outro, alguém que te encanta passa no barquinho ao lado. Depois, vem um peixe gigante querendo derrubar o barco. Ou, até mais simples – vocês decidem que querem seguir em direções opostas: você quer ir para o norte, ele para o sul.

Mas e todas as promessas de continuarem juntos, haja o que houver? Bem, elas eram verdadeiras. De coração. Mas a maré muda diariamente e você não consegue fingir que não percebe a força que os puxa para direções opostas. E você se sente mal – queria continuar de mãos dadas. Mas a soma de outras coisas pequenas, está cada dia se tornando mais forte. E, de repente, vem uma onda, daquelas que ninguém espera muito e vocês soltam as mãos.

E assim, relacionamentos acabam, mesmo que vocês queiram continuar. E a solidão dói, então vocês lutam, remam e podem até conseguir dar as mãos de novo. Mas, lá no final do horizonte, tem mais ondas se formando. E elas não param para vocês serem felizes. E você, subtamente percebe, que nada daquilo foi concreto – tudo o que viviam, falavam, planejavam, era estranhamente abstrato e assustadoramente frágil.


Texto postado em July | 2 | Reblog this!

Você devia estar pensando em estudar, passar no vestibular ou trabalhar, mas fica esperando ele te ligar. Mas, se o telefone não tocar é porque ele não quis discar seu número, então nem pensar em discar porque você não gostaria se ele fosse um cara grudento, se desmonstrasse ciúme a todo momento ou se fizesse uma vozinha de bebê ao mesmo tempo que tivesse falando sobre casamento com você, né? Ah pelo amor, né? O fato de ele não ligar é que manteve essa chama de pé, lembra que você já passou por isso outras vezes e se envolver mais uns meses pra largar, você não quer, né? Tudo que vem fácil, vai fácil, então. Não queira ter alguém na palma da sua mão, você nem sabe se ele tá em casa ou não. Vai por mim nada que não começou tem chance de chegar no fim.

— Projota
Quote postado em October | 5 | Reblog this!

É que eu ouvi dizer que em noites assim, tudo pode acontecer. Um momento bom, o teu cheiro em mim faz lembrar de tudo que eu quero fazer.

Quote postado em October | 4 | Reblog this!

Vai me dizer que não vai voltar pra ela de novo. Aquela mesma mulher que já te deixou quando você mais precisou e eu, burra, estava lá, segurando as pontas e o teu corpo para não cair. Mas agora entendi, certamente vocês combinam. As caras lavadas são as mesmas e feitas de pau.

— Verdade Feminina
Quote postado em July | 2 | Reblog this!

Sonho ou realidade?

Foi estranho quando você me disse que teria que ir. Eu não acreditava que o amor e saudade pudessem machucar tanto, até que experimentei. Todas as minhas façanhas pra esconder que eu estava sofrendo não me ajudavam, eu estava vulnerável, fraca e as pessoas perceberam. A dama de ferro não era mais dama de nada e nem de ninguém. Estar sozinha não parecia ser algo tão difícil, até eu ter que viver cada momento daquela solidão infinita.

As amigas, a música alta, o cigarro - desculpa, eu tinha que me virar - nada, nada me fazia esquecer a nossa noite de promessas e planos mirabolantes. Muito bem bolados, inclusive. Nossas alianças feita com pedaços da sua camisa de banda, o meu buquê feito de escovas de cabelo… Parecia tão presente, eu parecia sempre estar vivendo aquilo novamente, a cada carta, a cada ligação, a cada música nova no rádio. Você bem que podia ter jogados os vídeos fora, eles deixavam tudo ainda mais difícil.

Dançar na frente do espelho e imitar você pra minha própria imagem virou rotina. Eu parecia meio louca, parecia meio apaixonada demais. Mas assim mesmo que eu me sentia. Mas como pude, como eu? Passei a deixar essas perguntas pra lá e me entreguei. É, eu me deixei totalmente presa ao que o futuro e a nossa distância traziam pra mim. Pegava o carro e ficava fingindo ir te encontrar, usando a aliança, cantando bem alto e com as lágrimas escorrendo pelo meu rosto. Que boba. Eu sempre dirigia de volta pra casa, o meu medo era maior do que a minha saudade. O medo da sua vida nova, das pessoas que você conheceu, das suas novas camisas de banda. Eu tinha medo de uma garota mais madura e decidida do que eu roubar a sua atenção, eu tinha medo de ela saber o outro idioma que você tanto tentou me ensinar e eu nem dei bola.
Medo de você ter mudado o cabelo e ter mudado tudo, até o seu sotaque, sei lá… Medo de você não estar guardando as suas cartas, de não estar colecionando os selos dentro da sua caixa de fotos.

Até que sonhei que você me ligou. Foi engraçado. Eu levantei correndo e te chamei pela primeira letra do nome. Na verdade, não me lembro muito bem da nossa conversa, só me lembro da parte mais incrível dos últimos 2 anos: você voltaria. Você voltaria para o Brasil, para aquele barzinho aos sábados e pra mim, pro meu lado. Era o meu mundo ficando completo novamente.

Sabe, eu duvidava que isso funcionaria. Eu não acreditava em pessoas que continuam se amando a milhares e milhares de quilômetros. Mas aconteceu comigo e no final ainda espero que um dia dê tudo certo. O meu final está sendo todo o meu futuro, que com certeza será lindo, será mágico. Acho que precisamos de alianças novas, a minha já está velha e perdendo a cor.  Espero que você não desista e cumpra todas as suas promessas.

E não vejo a hora de poder falar: "Ainda bem que você voltou. Só me promete que dessa vez é pra ficar."


Texto postado em July | 1 | Reblog this!

E ela te amou

É engraçado pensar que aquela garota que um dia foi sua está sendo bem cuidada por outra pessoa não é? No mínimo é o mundo dando voltas. Simples e direito: não deu valor? Sempre vai ter alguém que dê.

Sabe aquele sorriso de canto de boca? Ele pertence a outra pessoa agora. O motivo do seu sorriso não é mais suas palhaçadas e seus comentários irônicos; hoje ela sorri porque está do lado de alguém que a ama. Lembra do cheirinho que o cabelo dela tinha? Nesse momento alguém está fazendo carinho nele, sentindo aquele perfume que tanto distrai. E o jeito estabanado dela que tanto te irritava? Ele adora, se diverte. Acha engraçado o modo como ela atravessa as ruas correndo na ponta dos pés, e não briga quando ela derruba sua xícara de café pela segunda vez no dia.

Sabe, é melhor se conformar. Garotas incríveis não aparecem todos os dias, e é por isso que seus pais te disseram para não deixar que ela partisse. Seus amigos que tanto te incentivavam a terminar? Bem, hoje você deve saber que eles só queriam alguém que fizesse companhia para sua solidão. A solidão dói mais do que qualquer coisa; sair acompanhado de dez pessoas e se sentir sozinho - é isso que define quem você é sem ela.

Ela te fazia ter vontade de viver, te dava vontade de cometer as maiores loucuras, sorria quando ninguém achava graça alguma, te fazia cócegas quando o assunto acabava, colocava sua música preferida no último volume e dançava como se você não estivesse a observando. Ela gostava de adivinhar os filmes antes que eles acabassem, te tirava do sério, te deixava maluco, te deixava sem reação. Não há nada que aquela sorriso com covinhas não conseguisse. Por que deixar ela escapar? Por que fingir que estava bem sem ela? Essas são perguntas que você sabe a resposta - mas prefere não dizer em voz alta.

Achar que era forte o suficiente para deixar uma garota dessas para trás foi o seu maior erro. Nem todos os amigos do mundo e todas as mulheres da balada podem te fazer esquecer dos bons momentos que vocês tiveram. E hoje só o que restou foi o arrependimento, a saudade e o seu orgulho ferido. Ao discar o número dela aquela noite você não imaginava que uma voz masculina iria atender e dizer "Tudo bem, vou chamar. Amor?". Como assim? Ela deveria te amar para sempre. Como ela foi te esquecer tão rápido? Quem é esse cara que fez isso com ela? Não é possível, não pode ser. Mas ao ouvir "Meu bem, acho que você se arrependeu tarde demais. Eu estou feliz com outra pessoa, acho que você deveria seguir com a sua vida…" Você entendeu, ah sim, entendeu tudo.

Ela achou alguém que sabia o quão incrível ela era. E a culpa era toda sua, inteiramente sua. Se você não der valor a quem está do seu lado, pode ser que um dia seja tarde demais para alcançá-la. 


Texto postado em July | 1 | Reblog this!

Às vezes ainda sinto vontade de ver você, sonho contigo até sem querer. É que o meu coração não quer entender que é melhor assim, que não tem nada a ver… Metade de mim, te ama e te adora. A outra metade de mim, precisa ir embora. Estou com medo de ser feliz outra vez porque dói, dói ficar sem você aqui… Aí eu me afasto e tento me distrair, pensar em outra coisa para não me trair. Sair com você pela última vez para ter certeza que acabou. Como esquecer tudo que a gente fez? Te levo dentro de mim. Ainda te amo, mas adeus. Você sabe tão bem quanto eu que dói dizer “não”.


Texto postado em June | 2 | Reblog this!

aquele sonho que era meu, descobri não era seu, é, não deu!

Quote postado em June | 1 | Reblog this!

Para quando eu te disser adeus…

Vai lá, pode me odiar. Mas me odeie com força, com raiva, com vontade. Esqueça todos os momentos bons, esqueça os meus sorrisos e todas vezes em que te fiz feliz. Qual a diferença que isso faz agora? Nenhuma. O dono da verdade não pode ser contrariado, o dono da verdade não pode sair por baixo no término de um relacionamento; não é mesmo? Eu te disse, disse que desse jeito eu  não aguentaria por muito tempo. Disse que desse jeito eu iria optar por viver feliz sozinha do que continuar a insistir em algo ruído. Você não me escutou, você nunca me escutou. Achou que era bom demais para que fosse abandonado, bem, não era.

E só restou o ódio. Camuflar amor com ódio é o clichê mais antigo que existe, você já devia saber disso, meu bem. Não adianta estufar o peito e dizer aos seus amigos que você só estava comigo por diversão; seus olhos brilham quando fala meu nome, sabia disso? Não adianta ir para a boate e procurar em todas as outras garotas aquilo que você só vai encontrar em mim. Prepotência? Não. Sou de longe uma pessoa perfeita, mas sabe o que é.. Você era apaixonado pelos meus defeitos, e não pelas minhas qualidades. Não adianta fixar uma ideia na cabeça e querer que ela se torne realidade, isso só existe nas histórias meu amor…

Por que não terminar etapas com um sorriso no rosto? Por que não dar adeus àquela pessoa que tanto lhe fez companhia e desejar-lhe o bem? Não entendo, juro que não entendo. Podem me chamar de ingênua, mas nunca vou entender o por que insistem em ostentar ódio contra pessoas que um dia foram suas parceiras. O oposto de amor não é o ódio, e sim a indiferença; lembrem-se disso. O ódio surge quando o amor escapole das mãos, o ódio vem para suprir a falta que a pessoa faz.

Aquele que consegue seguir em frente, assim o faz. Sem comentários maldosos, sem relatos íntimos de sua ex relação ou qualquer comentário que denigra. Maturidade é poder olhar para trás e dizer "Foi bom enquanto durou, espero que ele encontre alguém que o mereça”. Pessoas certas não aparecem todos os dias e nem todo relacionamento vai durar eternamente. Precisamos superar etapas, aprender a lidar com pessoas egocêntricas, egoístas, bondosas e até mesmo vingativas. Só depois de muito cair e esfolar as mãos para se levantar, estaremos preparados para ser felizes com alguém. Términos não deveriam ser encarados com raiva, términos são etapas necessárias e essenciais. Sem eles nunca sentiríamos aquela sensação de liberdade ao se soltar de algo que nos prende…

Então tudo bem, meu amor. Gaste todas suas energias com palavras ruins sobre mim. Diga que eu fui o pior beijo da sua vida, que meu abraço não era quente o suficiente, que dormir ao meu lado te deixava com dor nas costas, que minha comida era muito salgada, que o jeito que eu corria para atravessar a rua era ridículo, que o meu jeito de querer sempre ajudar as pessoas era forçado, que nossas viagens não foram inesquecíveis, que o por do sol que assistimos juntos não era laranja o suficiente, que o barulho da minha voz não te arrepiava, que os carinhos debaixo da mesa não existiam, que nossas brigas não eram gostosas, que você não adorava minhas mensagens inesperadas, que ligar o som no último volume do seu carro não era divertido, que passar noites e noites juntos acordados não era delicioso, que meu cafuné não te fazia dormir, que meu sorriso não te fazia bem e que meu te amo não te fazia feliz. Mas não se esqueça: não deixe que seus olhos brilhem quando for falar de mim. 

Você pode tentar me odiar meu amor, mas você nunca vai conseguir mudar os bons momentos que passamos juntos. Eles serão eternos, assim como minha gratidão a você. Obrigada por tudo, tudo mesmo. Você me fez mulher e me mostrou que devo ser madura para tomar minhas próprias decisões. Portanto não me odeie por ir embora; me ame por nunca ter te enganado. Deixe de lado esse ódio… Ele não vai te levar a lugar algum e nem me trazer de volta. Igual a mim você não vai encontrar, mas desejo de coração que encontre alguém melhor. Você merece.


Texto postado em June | 2 | Reblog this!

Se eu vivo bem sem você, porque eu continuo te olhando? Porque eu sempre volto aqui? Porque eu ouço musicas que falam de tristeza? Por quê? Você não vale isso. Mas eu faço. Eu continuo fazendo.

— Tati Bernardi (via teenager-problem)
Quote postado em May | 32719 (Source) | Reblog this!

Um dia acontece…

E eu sempre estive por ali. Um sorriso nas horas precisas e um abraço nas horas de carência, é, eu gostava de ser o seu porto seguro. Nunca me importei com suas idas e vindas ou com seu jeito desinteressado. Na verdade me encantava com a ausência de preocupação que você tanto aparentava, tudo estava bem, tudo ia ficar bem. Eu sempre fui muito preocupada, sempre fazendo planos e correndo atrás de objetivos. Viver a vida sem se preocupar com o amanhã só acontecia quando eu estava ao seu lado. Você me trazia aquela sensação ardente de que tudo era possível, e eu gostava disso. 

Não me importava de ser sua melhor amiga ou de conhecer todas aquelas namoradas que já nem me lembro mais os nomes. Victoria, Laura, Fernanda, Beatriz, Julia, Maria, ahh, várias Marias. Quantas vezes me peguei imaginando "Por que não eu?", mas logo afastava esse pensamento tão sombrio. Eu era amiga, só. Aquelas faíscas que saíam em nossos olhares eram apenas.. Faíscas. É, faíscas de amigos. Amigos também sentem admiração um pelo outro né? É, acho que sim.

Você mudava tanto quando estava no centro das atenções; queria se mostrar confiante, feliz, realizado consigo mesmo. Não estou dizendo que isso era algo errado a se fazer, mas sabia que viver de aparências não dura pra sempre? Acho que hoje você sabe disso. É, você sabe.  Suas namoradas passageiras foram o reflexo dessas suas atitudes, passavam rápido como uma estação no ano. Sem deixar marca alguma, apenas histórias. Sem significar nada, apenas aparências. Comigo você era diferente, você era.. Você. Era sensível, frágil e às vezes chorava como uma criança carente. Acho que ninguém nunca viu o quão incrível você era por dentro.

Eu gostava de te desvendar, de conhecer cada sorriso e cada olhar. Sabia que às vezes você era um idiota? Você era meu idiota preferido. Arrogante, egoísta e idiota.

Te amei desde o primeiro dia em que te vi. Naquela tarde de verão acho que jamais imaginaríamos que estaríamos juntos pelos próximos 8 anos. E eu sempre estive aqui, com você. Tá certo que tentei mudar o rumo da minha vida por muitas vezes, tive alguns namorados os quais tentava amar, tentava mesmo. Mas eles não eram suficientes, eles não eram você. Me odiava por comparar meus namorados com meu melhor amigo, qual era o meu problema? Depois de anos de negação acho que tenho a resposta. Nunca quis ser só sua amiga.

Mas você sim, sempre fez questão de me colocar no meu lugar. Fazia questão de me apresentar todas suas namoradas e de ressaltar que eu seria madrinha dos seus casamentos que só ficavam em promessas. Nunca me importei, eu sabia que o carinho que você tinha por mim era maior do que tudo aquilo. Ligações de madrugada, cartas enormes e mensagens reveladoras. Sempre fomos mais do que qualquer casal comum.

Assistir comédias românticas se perguntando que dia sua vida seria assim. Resposta? Nunca. Se eu estivesse num filme você também me amaria de volta, nós seríamos felizes e teríamos cinco filhos. Mas não, qual a graça nisso certo? Muito melhor dispensar namorados atrás de namorados e ver a pessoa que você ama flertando com a garçonete em um jantar.

Mas e aquelas faíscas, hein? Nosso abraços não eram simples abraços, eram palavras querendo sair de nossas bocas silenciosas. Suas mãos adoravam se encontrar com as minhas e seus lábios cada vez estavam mais perto dos meus. Meu estomâgo se infestava de borboletas, passáros, insetos e de todos animais a cada toque. Ai que mulherzinha! Agradeço aos meus anos de teatro pois eu conseguia disfarçar isso muito bem, bem até demais.


"Eles falavam muito pouco do que sentiam um pelo outro: não havia necessidade de frases bonitas e pequenas atrações entre amigos tão experientes.”


Você nunca percebeu o que eu sentia e eu fazia questão de parecer o mais indiferente possível.Elogiava mulheres na sua frente e dizia que não acreditava no amor. Você sempre tão inocente, nunca passou pela sua cabeça que eu podia te ver como um homem? Nunca passou pela sua cabeça que o motivo de nunca termos dado certo com ninguém era que nós estávamos destinados a ficar juntos?

E quando eu já tinha me conformado em nunca te ter, você soltou tudo como uma pessoa que não aguentava mais segurar o ar. Jogou na minha cara tudo que guardou todos esses anos e me deixou sem reação. Disse aquilo que eu queria ouvir no momento em que eu jamais esperava ouvir. Você não aguentava mais as faíscas e elas estavam te consumindo por dentro. É, te entendo; eu estava em chamas. Vamos formar um incêndio sem se preocupar com as consequências? Cansei dessa vida onde temos medo do amanhã, vamos viver o hoje. Finalmente, juntos.

Ta aí, o destino. Traiçoeiro e cheio de surpresas; sempre fazendo questão de nos mostrar que nada na vida é certo. Nunca acreditei em destino, mas ele me fez acreditar.

                                                                                          - Isabela Freitas


Texto postado em May | 2 | Reblog this!
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 »